Skip to content

Santidade

Abril 25, 2012
Esse post foi muito importante para mim. Eu escrevi junto com a pessoa a qual eu quero passar cada minuto da minha simples vida e fazê-lo feliz- Victor Ferro
“Sede santos, assim como vosso Pai celeste é santo”. (Mt 5: 48)

Um coração santo e puro. É isso que o SENHOR deseja de nós!
Eu fico impressionada como Deus tem tanta facilidade em tornar suas Escrituras tão claras para todas as gerações! Esse versículo mesmo, foi escrito há quase 2000 mil anos atrás e é tão atual como se tivesse sido escrito hoje! Deixando-nos conselhos, exemplos, ordens e ensinamentos que são muito úteis para nossas vidas, assim como foi para aqueles que o leram antes de nós!
Viver a vontade de Deus implica em renunciar tudo. O mundo, e tudo o que vem com ele. Nossas vontades, nossos desejos, nossos anseios e tudo aquilo que parece ser bom aos nossos olhos, mas nos afasta de Deus.A santidade é o corte ou separação de algo impuro e consagração ao que é puro.
E uma vida de santidade é justamente isso: renúncias!

“Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos” – I Coríntio 6:19

Deus deseja  uma geração que seja exclusiva, separada e consagrada totalmente à Ele. “… e que não sois de vós mesmos…” Não somos nossos, somos de Deus, portanto, o nosso viver e nossas atitudes, devem ser santas, puras, verdadeiras, mostrando sempre o Ser maravilhoso que habita em nós: O Espírito Santo!
Existem dois tipos de santidade:
  • Exterior ou cerimonial
Baseia-se em rituais de dedicação ao serviço de Deus (assim como os sacerdotes). Rituais complexos, na verdade, assim como sacrifícios. (Números 6:1-21)
No Novo Testamento a santidade cerimonial proeminente no Pentateuco passa para um segundo plano. Muito do Judaísmo no tempo de Jesus procurava a santidade cerimonial pelas obras (Marcos 7:1-5), logo o Novo Testamento enfatiza a dimensão ética da santidade em vez da dimensão externa. (Marcos 7:6-12).
  • Interior ou moral e espiritual

A palavra grega usada no Novo Testamento equivalente à hebraica para santidade significa um estado interior de liberdade de falha moral e relativa harmonia com a perfeição moral de Deus.
Com a vinda do Espírito Santo, a igreja primitiva percebeu que a santidade da vida era uma realidade interna profunda que deveria governar as atitudes e pensamentos de um indivíduo em relação a pessoas e objetos do mundo exterior. Ou seja: é algo espontâneonatural, assim como o respirar! Isso é simplesmente fascinante quando pensamos que só pode ser vindo do Pai!
Jesus ensinou seus discípulos que não basta não fazer isso ou aquilo (exterior), é necessário uma santidade interior. Como nos mostra Mateus 5:27, se apenas atentar, já cometeu o pecado.
“Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.” Mateus 5:27

Jesus afirmou a natureza ética de Deus quando ensinou seus discípulos a orar e que o nome do Pai deve ser honrado pelo que Ele é, “Santificado seja o teu nome” (Mateus 6:9). No livro de Apocalipse a perfeição moral do Pai é descrita com a atribuição tríplice de santidade emprestada de Isaías: “Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus Todo-Poderoso, aquele que era, que é e que há de vir.” (Apocalipse 4:8). Lucas, entretanto, contemplou a santidade de Deus nos termos do conceito dominante no Velho Testamento de Sua transcendência e majestade (Lucas 1:49).
  • Santidade em nossas vidas
A santidade de Deus é o modelo que temos para a nossa vida, não há outra santidade. A Bíblia diz em 1 Pedro 1:15 “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento”. Ou seja, do mesmo modo que Deus é santo, nós devemos buscar a santidade em nossas vidas. A santidade de Deus não tolera o pecado. A Bíblia diz em Isaías 59:2 “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça.” E em Jó 34:10 diz: “Portanto vós, homens de entendimento, escutai-me: Longe de Deus esteja o praticar a maldade e do Todo-Poderoso o cometer a perversidade!”
Um coração puro e temente (santidade interna) é mais agradável a Deus do que sacrifícios (santidade externa).
“Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar.” – 1 Samuel 15:22

  • Santidade, um dom da graça de Deus:
“Agora, pois, se atentamente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu pacto, então sereis a minha possessão peculiar dentre todos os povos, porque minha é toda a terra; e vós sereis para mim reino sacerdotal e nação santa. São estas as palavras que falarás aos filhos de Israel.” Êxodo 19:5-6

A Bíblia nos declara, todos pecaram! Todos se extraviaram! Todos se fizeram imundos! Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, nos torna nação santa. E virá, para nos separar (santificar) deste mundo de pecado. Quanto mais lemos a Palavra de Deus mais santidade adquirimos. A Bíblia diz em João 17:17 “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.”

Agora que já vimos o que é a verdadeira santidade (aquela interior, espontânea), vamos aplicar em nossas vidas.
Santidade é o principal atributo de Deus, e uma qualidade que deve ser desenvolvida em seus seguidores. Portanto, nós vivemos em uma guerra. Guerra em busca de santidade, pureza, dependência divina e confiança. Essa guerra é constante em nossas vidas. Ela começa a partir do momento em que conhecemos o que é o BEM e o MAL, ou seja, enquanto crianças ainda. Aí crescemos um pouco e vêm as dificuldades no colégio. Passa mais o tempo e logo chega a juventude e com ela, novas metas e preocupações. Na juventude, vem também  o tão esperado namoro. Você cresce, casa tem uma profissão, filhos, netos, enfim. Cada fase e etapa de nossa vidas são dadas por Deus para que possamos desenvolver nossa fé e nossa santidade. A pergunta é: como temos desenvolvido a santidade em nossas vidas? Conseguimos mostrar Cristo em nosso viver?  Se  sim, parabéns, temos sido obedientes e não fazemos mais do que “nossa obrigação”. Se não, temos falhado e entristecido à Deus, devemos nos corrigir e viver uma vida digna de um cristão. Isso só é possível vivendo a vontade de Deus.
Deus não nos chamou para a impureza e sim para a santificação” – I Tessalonicenses  4:7
A partir do momento em que somos uma nova criatura, somos semelhança e imagem de Deus. É possível viver a castidade em todas as áreas de nossas vidas, mesmo com o mundo todo dizendo o contrário e com valores totalmente opostos aos da vontade de Deus.
Lembremos que somos amados por Deus e temos um grande valor (o sangue de Cristo), e hoje Ele nos convida a viver segundo a Sua vontade, sendo santo como Ele é!Somente Deus pode moldar novamente o teu coração com o seu sangue derramado na cruz.

“Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o SENHOR vosso Deus, sou santo.” – Levítico 19:2

Nada tem sentido sem uma meta. Tenha como objetivo/meta, agradar à Deus e a santidade será espontânea, natural e virá de dentro, a santidade moral, dada por Deus!

Anúncios
2 comentários leave one →
  1. Julho 18, 2012 4:56 am

    Que post abençoado…

    Muito bom, muito bom mesmo…

    Vim retribuir a sua visita aqui no blog e posso afirmar que amei seu blog, super fofo, super de Deus ^^

    Que Deus possa te abençoar cada vez mais querida, e que possamos dia a dia ser santas como Deus deseja que sejamos….

    Apareça sempre no Princesa da Pureza, e pode esperar que sempre estarei por aqui…

    Bjão, fique na paz de Cristo.

  2. Julho 18, 2012 3:46 pm

    Obrigada pela visita, querida!

    Que possa ter abençoado a tua vida, assim como abençoou a minha!

    Será sempre bem vinda aqui, Bruna! (:

    Beijinhos

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: